Image Map


01/07/2018

Olá Criativos, tudo bom?

Você já ouviu falar no filme Jeremy Scott: The People’s Designer? Esse filme é um documentário sobre o estilista Jeremy Scott e conta um pouco da sua história: da infância humilde na zona rural dos EUA até se tornar diretor da Moschino (pronuncia-se mosquíno).

Apesar de ser considerado da geração anti moda nos anos 90 por fazer o que queria e não mais do mesmo, Jeremy é reconhecido por seu design que mistura moda de rua e cultura pop.

O importante de assistir filmes que envolvem a indústria criativa, seja você sendo da área de moda ou artesanato, é poder ver todo o trabalho que acontece antes de ocorrer o evento principal que é o desfile.

A maioria das pessoas não possui o conhecimento de que a moda não é só aquele desfile glamouroso e suas tendências. Na verdade o desfile é apenas 1% perto do que realmente importa, que é toda a criação, estudo e conceito de cada peça (que leva meses para serem criadas, mas aparece no desfile apenas durante 15s).

                Criação de Jeremy Scott para Adidas

Quando assisti o filme do Jeremy Scott, pude refletir não só sobre moda, mas também, sobre a vida.  Pois diferente da maioria dos estilistas, suas criações eram divertidas, irreverentes e fora dos padrões aceitáveis na moda.

Tanto é que num momento do filme, ele diz: Comecei a fazer do meu jeito e foi libertador para mim.

E realmente, eu não só entendo o que ele diz, como também,  passei por isso. Primeiro que para começar sou completamente fora dos padrões das blogueiras no geral. Não sou magra, não sou super estilosa e nem maquiada.

E segundo, porque a um tempo atrás troquei o meu nicho aqui do blog. Antes era beleza e moda e agora o assunto é artesanato, um nicho que é bem mais a minha cara. Claro que ainda falo sobre moda e beleza,mas do meu jeito e sem obrigação.

Então é isso pessoal. Fica minha dica para assistirem o filme e aproveitarem todos os ensinamentos que ele dá, tanto como pessoa, estilista e criativo.

Fique com mais algumas criações de Jeremy Scott.

Um grande beijo e até a próxima!

Compartilhe com os amigos
comentários0

  • Minha primeira grande produção no mundo da moda
  • Visitando o Atelier da Tessa Modarte
  • Lançamento da 8ª Edição do Projeto Moda Rio
  • 12/05/2016
        Certas decisões na vida da gente é muito difícil de serem tomadas, né? Mas apesar de todas as dificuldades, eu a tomei. Ás vezes na nossa vida vale a pena arriscar um pouco para fazer o que amamos. Como disse no post anterior, larguei a pós e fui cursar o Técnico de Produção de Moda na Faetec.
     
        Bem, nunca fui uma pessoa muito ligada ao mundo da moda, comprava roupas simples, não acompanhava as tendências e nem tinha um estilo próprio, mas apesar disso tudo, resolvi entrar no mundo da Moda.

       Profissionalmente, sempre quis ser professora, nunca tive dúvidas disso, mas na época da faculdade, uma amiga minha começou a cursar Moda e eu não sei porque tive uma súbita vontade de querer fazer Moda também. Mas como eu ainda cursava Matemática e demorei um pouquinho a me formar, esta ideia foi ficando no bauzinho e sendo deixada de lado.

        Quando me formei, comecei a trabalhar no particular e a fazer a pós, depois larguei a pós e nesse tempo já tinha conquistado minhas duas matrículas no Estado. Consegui, com isso, minha estabilidade no emprego, minha independência financeira e consegui junto ao meu marido sustentar a casa.
        Voltei então a trabalhar com o meu artesanato e criei a marca Thor Artes. Como a marca, depois de um tempo, começou a sair um pouco do artesanato e virar uma marca de Moda, quis estudar um pouco mais em busca de trazer novidades para a Marca, foi aí que a vontade de estudar Moda retornou. Como as faculdades de Moda eram muito caras, tinha medo de iniciar e depois não ser o que eu queria. Então, como eu já tinha conhecimento sobre esse curso da Faetec, decidi fazer o curso e se realmente eu gostasse e fosse o que queria de fato, entraria na faculdade de Moda.

        Como disse, fiz prova no final de 2013 e no fim de 2014 e nas duas vezes fui aprovada em 1º lugar. Como na primerira vez eu desisti, na segunda vez não poderia deixar pra lá novamente. Então, assim que saiu o resultado em 2015 fui correndo logo fazer a matricula, antes que desse tempo pra pensar e de repente vir a desistir de novo. Fiz meu primeiro período no primeiro semestre de 2015, amei e me apaixonei mais ainda, aprendi até a perder o pré conceito que eu tinha sobre moda, achando que tudo era só glamour. Tem glamour, mas antes disso e para isso teve que ter muito trabalho e muito estudo. 

        Foi meio hard esse primeiro período, pois trabalhava o dia inteiro e a noite tinha o curso, mas conclui com louvor. Já o segundo período, por motivos de doença, tive que largar algumas matérias. Apesar de algumas dúvidas que surgiram no caminho e algumas decisões que foram mudadas, vi que realmente era isso que queria e concluí o segundo período, pelo menos as matérias que eu estava fazendo. E hoje, estou cursando o segundo período novamente, mas só com as matérias que não fiz no período passado e continuo a dizer que cada dia estou amando mais e mais.

    Meu primeiro dia de aula, entrando no curso com o meu jaleco azul e minha bolsinha vermelha.

    Até a próxima!
    Compartilhe com os amigos
    comentários0

  • Você já fez alguma loucura fashion?
  • 1 ano de blog – Como tudo começou!
  • Tutorial: Como fazer para transformar um vestido em dois looks diferentes