CATEGORIAS

ÚLT POSTS

728X90


    Quando eu era criança, não era muito fácil em relação a roupa. Detestava experimentar, comprar roupa e ganhar roupa. Até que fui crescendo e as coisas foram mudando.

    Quando peguei gosto pela coisa, comecei a comprar em excesso, mas sem me preocupar se as roupas combinavam comigo ou não. Se fosse barata (pois não comprava roupa cara) e coubesse em mim, eu comprava. 

    Na maioria das vezes as roupas nem duravam muito no armário, ou porque não eram de qualidade e logo eu me desfazia ou porque eu me enjoava pois não combinava comigo.

    No meio da faculdade de matemática comecei a ter vontade de estudar moda, pois achava que assim eu iria aprender a me vestir, mas o tempo foi passando e a moda foi ficando para segundo plano.

    Terminei a faculdade de matemática, comecei a trabalhar e voltei a fazer meus artesanatos. Para quem ainda não sabe, eu tinha uma marca de artesanato chamada Thor Artes (Na verdade ela ainda existe, porém no momento está em stand by) que era uma marca de bolsa e acessórios de cartonagem.

    As bolsas até que estavam tendo uma saída boa, mas sentia que faltava alguma coisa, um diferencial. Sentia falta delas serem mais modernas e com a tendência da moda.

    Foi daí que decidi estudar Moda. Num primeiro momento minha vontade era fazer uma faculdade, mas devido ao alto investimento, pois faculdades de Moda são caras, tive que partir para um plano B.

    O plano B era um Curso Técnico de Produção de Moda gratuito na FAETEC. A minha ideia era fazer o curso e se eu gostasse muito, então daria um jeito de pagar a faculdade.

    Confesso que quando comecei a estudar moda, tinha um certo preconceito. Primeiro porque eu não sabia de nada, nenhum termo técnico, não tinha conhecimentos sobre estilistas e nem sabia costurar. Era como se eu tivesse caído de paraquedas no curso.

    Segundo, que apesar de querer aprender mais sobre moda, achava que moda era só futilidade e somente para quem tinha dinheiro. Só mudei de fato de ideia quando comecei a estudar sobre moda e ver que moda era mais do que uma "roupa da moda".

    Duas matérias que tive no curso me fizeram mudar esse pensamento: História da Moda e Consultoria de Imagem e Estilo. A História da Moda me fez ver que em toda a história, as vestimentas eram usadas para demonstrar a posição social e econômica. A moda era marca de distinção social e hoje reflete aspectos da vida individual, social, cultural e estética.

    Já a Consultoria de Imagem e Estilo me fez ver que eu tenho estilo, mesmo antes de eu saber que eu tinha estilo, afinal de contas aprendi que estilo não é somente saber se vestir bem, mas estilo é  a minha identidade, a minha história, personalidade e como eu me vejo e me visto.

    O que acontece é que infelizmente na maioria das vezes a moda nos é passada como se tudo fosse só glamour. Ninguém tem noção que a roupa que aquela modelo entra desfilando lindamente na passarela é o retrato de muito estudo sobre comportamento, economia e etc.

    Então, lembre-se. Você não precisa ser igual a todo mundo ou se vestir igual a todo mundo para dizer que está na moda. Descubra o seu estilo, o que mais lhe agrada, o que lhe veste melhor. Ao desenvolvermos o nosso estilo, nos tornamos únicos, nos comunicamos com o mundo e mostramos a nossa personalidade.

    O Estilo é nossa marca registrada.

Beijos e até a próxima.

Um Comentário

  1. Aaaaah que lindo sua historia com moda haha temos gostos parecidos moda e matematica haha
    É muito comum as pessoas terem uma visão de moda futilidade por ser "glamurizado" porem moda é estilo de vida , movimento , comportamento MODA É TUDO .

    adorei o post e o blog
    http://www.meioquetipoassim.com/

    ResponderExcluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *